Roma, Itália
Roma secreta

10 passeios misteriosos e bizarros em Roma

Roma é uma capital cheia de surpresas, mas na correria do dia-a-dia muitas delas a gente nem nota. Existem lugares diante dos quais passei inúmeras vezes, mas que só depois de anos descobri que possuía um segredo escondido, que era protagonista de uma anedota especial ou que revelasse antigas crenças.

Pouca gente imagina que a cidade eterna tem um lado obscuro. Por isso, nesse post vou sugerir 10 passeios misteriosos ou bizarros em Roma.

A antiga farmácia de Santa Maria della Scala: No ano passado conheci esse lugar extraordinário no bairro de Trastevere: uma farmácia inaugurada em 1523 e considerada uma das mais antigas de Roma. No passado, o local era administrado por frades carmelitanos descalços que elaboravam remédios a base de ervas. Fra´Basilio, um dos frades do convento, tornou-se famoso por ter inventado uma fórmula capaz de curar a peste e foi consultado até por cardeais e Papas.

Trastevere, Itália

Ainda hoje, na farmácia, existem móveis antigos com caixas repletas de ervas, alambiques, pilões e livros antigos. Uma verdadeira viagem no tempo.

Onde: Piazza della Scala, 23 (Trastevere). Tel. +39 06 5806233. É necesário reservar as visitas realizadas nos sábados pela manhã. Ingresso: 5 euros

Símbolos esotéricos no eclético bairro Coppedè: Coppedè, tema desse post aqui, é uma das zonas residenciais mais intrigantes de Roma. Apesar de ser composto por 40 edifícios, poucas ruas e uma única praça, o bairro é a imaginação transformada em arquitetura. Entre colunas que relembram aquelas do antigo Templo de Salomão, um portão inspirado no filme Cabíria, máscaras de estilo gótico, figuras de animais como aranhas e rãs e grifos que remetem à catedrais de templários, fica difícil saber se cada elemento decorativo foi colocado ali casualmente ou se tudo possui um significado específico.

Coppedè, Roma

O fascínio do bairro é exatamente esse, ficar na dúvida.

A cripta de Nossa Senhora da Conceição dos Capuchinhos: Via Veneto sempre foi associada ao glamour da Dolce Vita, mas nessa rua famosa fica uma cripta minuciosamente decorada com os ossos de centenas de frades capuchinhos. Os restos mortais de religiosos decoram as paredes formando macabras obras de arte.

Via Veneto, Cripta

Onde: Via Vittorio Veneto, 27. Aberto diariamente das 9h às 19h. Ingresso: 8,50 euros.

A estátua de Minerva na Universidade La Sapienza: Na mitologia romana, Minerva era a divindade da sabedoria, da Guerra e do conhecimento. Sua equivalente na mitologia grega era a deusa Atena. Pouca gente sabe, mas na principal sede da Universidade La Sapienza de Roma fica uma estátua de Minerva, protagonista de uma superstição. Antes de cada prova, os universitários acreditam que não devem olhar a estátua porque esse gesto não traz sorte.

La Sapienza, Roma

Os discos voadores em Santa Maria Maior: Várias pinturas de época medieval ou do Renascimento representaram objetos que, segundo um olhar contemporâneo, poderiam lembram discos voadores.   É o caso da obra “Fundação da igreja de Santa Maria Maior em Roma”, mais conhecida como “O milagre Neve” porque conta o sonho do Papa Liberio que teria indicado ao pontífice onde erguer uma igreja depois de uma nevasca. Você pode ler mais sobre essa história aqui.

igreja de Santa maria Maior, Roma

Realizada por Tommaso di Cristoforo Fini em 1428, a pintura retrata a cena na qual a neve cai de uma nuvem central circundada por nuvens menores. Só que se observamos bem as nuvens elas mais parecem UFOs…

A porta mágica da Piazza Vittorio: Como você pode ler nos detalhes desse post aqui, na Piazza Vittorio Emanuele II, ali pertinho da estação Termini, fica uma porta decorada com símbolos esotéricos e cabalísticos . Ela pertencia à residência de um nobre que financiou a carreira de um jovem alquimista e que tinha a ambição de descobrir a fórmula para transformar chumbo em ouro.

Porta Mágica em Roma

A fonte de água milagrosa no interior de uma igreja: Eu sei, é inusitado mas é isso mesmo que você leu. Se estiver de passagem pelo centro histórico de Roma, não deixe de conhecer a igreja de Santa Maria in Via, localizada ali na frente da famosa Galleria Alberto Sordi. Nos subterrâneos desse lugar de culto escorre água potável, que é servida aos fiéis porque acredita-se que é milagrosa.

Em 1256, no lugar da igreja existia um estábulo e um poço ao lado de um palácio habitado por um cardeal. Uma noite, por engano, um servo deixou cair no poço uma imagem da Virgem Maria pintada sobre uma telha de barro. Alguns minutos depois, a água transbordou, inundando o ambiente. O servo tentou salvar os animais e notou que no meio da água que alagou o ambiente estava a telha com a imagem da Virgem. O fato foi interpretado como um sinal divino, como se a santa sublinhasse que não deveria estar ali. Hoje, no interior de uma das capelas dessa igreja fica uma pia com torneira e copos disponíveis para quem quiser provar a água.

igrejas de Roma

Onde: Via del Mortaro, 24. Aberta das 7h15 às 12h45 e das 16h às 20.

O apartamento repleto de fantasmas: Desde 1861, o edifício que fica no número 57 da Via del Governo Vecchio, nos arredores da Piazza Navona, ficou famoso porque ali aconteceram supostos fenômenos paranormais. Pratos voavam, cobertas flutuavam, cadeiras mudavam de posição… O proprietário do local chamou um padre para uma sessão de exorcismo, que não funcionou. A família abandonou o imóvel e fechou todas as suas janelas e até hoje o lugar é conhecido como a casa amaldiçoada.

Via del Governo Vecchio, Roma

A serpente sagrada e o milagre da bala de canhão na Ilha Tiberina: Por volta de 293 a.C, quando Roma foi infestada por uma epidemia de peste, uma lenda conta que alguns especialistas foram enviados para Epidauro, na Grécia, para pedir ajuda a Esculápio, o deus da medicina. De repente, um grande serpente, símbolo da divindade, deixa o templo de Esculápio e entra no navio dos romanos. O fato é interpretado como um sinal da vontade divina. Chegando em Roma, o réptil desembarca na Ilha Tiberina e no lugar é construído um templo dedicado a Esculápio.

ilha tiberina em Roma

Na Idade Média, no local do antigo templo foi construída uma igreja dedicada a São Bartolomeu. Ali, em 1849 esse lugar de culto foi atingido por uma bala de canhão quando Roma foi invadida pelos franceses, mas todos os fiéis permaneceram ilesos. A bala de canhão foi considerada milagrosa e deixada na parede para lembrar o evento.

O pequeno museu do Purgatório: Do lado de fora, a igreja lembra o Duomo de Milão. Em seu interior, esse edifício de culto conserva documentos que provariam a existência do Purgatório e das almas que residem ali, na espera de serem transferidas ao paraíso.

Roma, Itália

Tudo começou com um incêndio na inauguração de um altar, em 1897. Os fiéis, ao apagarem o fogo, notaram a materialização de um rosto desenhado pelos resíduos da fumaça que se encontravam no mármore. Cada vitrine possui um item diferente, desde escrituras, livros de oração, até artigos de vestuário com as marcas chamuscadas das mãos das almas do Purgatório. Com o tempo, o acervo que demonstra a comunicabilidade com os espíritos foi crescendo e catalogado em um museu.

Onde: Lungotevere Prati, 12. Aberta das 7h30 às 11h e das 15h30 às 19h30.
Como você pode contribuir com a atualização constante do Post-Italy.com? Contratando os serviços de nossos parceiros afiliados. Reservando qualquer hotel na caixa de busca do Booking.com presente aqui no site sem pagar nada a mais por isso, comprando antecipadamente aqui os ingressos para os principais monumentos de Roma ou o passe de atrações e transportes Roma Pass, comprando a sua passagem aérea, reservando passeios guiados com a Get your Guide nos banners que você encontra na lateral direita do site. Obrigada!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *