Booking.com
receita Aperol Spritz italiano
Happy Hour

Aperol Spritz e o ritual do aperitivo à italiana

Os meteorologistas afirmam que essa será uma das semanas mais quentes do ano, com temperaturas que podem superar os 40°C em muitas cidades italianas. Nessa época, é comum encontrar entrevistas de médicos e nutricionistas nos programas de TV. Todos afirmam unanimemente que no verão é preciso beber muita água, comer alimentos leves e evitar bebidas alcoólicas.

Verdade, exageros devem ser evitados, mas ninguém é de ferro. A  Itália é por excelência um país hedonista e aqui muita gente não renuncia ao aperitivo. É no verão que muitos habitantes do país aproveitam os dias com sol até tarde para conceder-se uma pausa relaxante na companhia de amigos.

Aperol Spritz, aperitivo à italiana

Muita gente considera o happy-hour e o aperitivo como sinônimos, mas existem sutis diferenças entre os dois rituais. Há quem afirme que o happy-hour é um aperitivo reforçado ou um truque de marketing para povoar os bares no final da tarde. Em território italiano, o primeiro é típico do norte do país, sobretudo em capitais como Turim ou Milão. No final de um dia de trabalho, em vez de voltar para casa as pessoas esticam o fim do dia antes de ir diretamente até uma discoteca, um teatro. Pagando um preço fixo, saboreiam um drink de sua própria escolha e comem delícias, saltando o jantar.

Já o aperitivo funciona como uma espécie de “antipasto”. Pode ser consumo de pé, no balcão, ou sentado, e envolve uma bebida alcoólica blanda acompanhada por petiscos tipo finger food. A ideia é preparar as papilas gustativas para o jantar, abrindo o apetite, melhor ainda se em um local com um dehor dotado de uma vista espetacular.

Aperol Spritz, aperitivo à italiana

Acredita-se que o aperitivo usado para abrir o apetite seja mais velho do que a gente imagine. Ele teria surgido já com os romanos, que costumavam beber uma mistura de vinho e mel – o mulsum – para estimular o paladar. Depois veio a invenção do Vermouth, do Negroni e a crescente difusão de bebidas a base di seltz e soda. Basta lembrar do Campari – um emblema milanês – ou de outras iguarias como o Bitter, o Spritz, o Rossini, o Bellini e afins.

Aperol Spritz, aperitivo à italiana

Se você curte a cultura gastronômica italiana, provavelmente já deve ter ouvido falar do Spritz, um dos drinques mais famosos do verão. Ele é facilmente reconhecido pela sua cor alaranjada e baixo teor alcoólico -11 graus – além de ser um dos protagonistas de várias fotos de verão no Instagram.

Muitos acreditam que o Spritz tenha sido inventado por soldados austríacos nos territórios da Lombardia e do Vêneto. Eles teriam acrescentado água com gás ao prosecco para torná-lo mais leve. Não por acaso, em alemão a palavra spritzen, significa espirrar, borrifar. O cocktail que conhecemos hoje teria sido inventado na década de 20, provavelmente em Veneza, unindo o Aperol à receita austríaca.

Aperol Spritz, aperitivo à italiana

Você pode degustar a bebida de norte ao sul do país, mas se quiser prepará-la no Brasil você só vai precisar de poucos ingredientes e menos de cinco minutos de tempo. Além da garrafa de Aperol, separe uma garrafa de prosecco, gelo, água com gás, e uma fatia de laranja (para decorar).

Em um cálice grande de vinho coloque cubos de gelo e a fatia de laranja. Acrescente 3 partes de prosecco, 2 partes de Aperol e 1 parte de água com gás. Misture e sirva. O meu toque pessoal é acrescentar anis estrelado para tornar a bebida visualmente ainda mais atraente. Agora é só chamar os amigos! Salute!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *