Booking.com
basílica de são pedro
VaticanoVer

Conhecendo o exterior da Basílica de São Pedro

É estranho mas a história da basílica mais famosa de Roma começa com mais de um escândalo.

Em 1506, poucos anos após o descobrimento do Brasil, o Papa Giulio II (Júlio II, da poderosa família Della Rovere) desestabilizou os fiéis do mundo inteiro.

O pontífice decidiu demolir a estrutura mais venerada no Ocidente – a igreja paleocristã dedicada a São Pedro – erguida em 324 d.C pelo primeiro imperador cristão  de Roma (Costantino), ordenando a construção de uma nova basílica.

basílica-vaticana-roma

Muitos historiadores acreditam que para financiar a basílica a igreja católica concedia indulgências em troca de doações, causando perplexidade em muitos fiéis.

Durante dois séculos, diversos pontífices convocaram os melhores artistas italianos para projetar a Basílica de São Pedro e o complexo ao seu redor.

Michelangelo, Bramante, Raffaello, Bernini, Domenico Fontana, Giacomo della Porta e Baldassare Peruzzi, entre outros, foram alguns dos nomes que colaboraram com a construção do monumento que domina o panorama da cidade eterna.

porta-santa-basílica-vaticana

A igreja foi inaugurada oficialmente em 1626, possui nada menos que 186 metros de extensão e é capaz de abrigar 60 mil pessoas.

Sua fachada – de autoria de Carlo Maderno – possui aproximadamente 45 metros de altura e em suas laterais a primeira coisa que notamos são as estátuas dos apóstolos Pedro e Paulo: cada uma mede 5,55 metros de altura e são realmente impressionantes!

Em sua parte mais elevada, o destaque são as estátuas que representam Cristo, São João Batista e onze apóstolos, além dos relógios desenhados pelo arquiteto Giuseppe Valadier.

No centro da fachada, o destaque é a janela da biblioteca da qual o papa abençoa os fiéis que reúnem-se na Piazza San Pietro.

Pouca gente sabe que a fachada também deveria ser ornamentada com torres projetadas por Gian Lorenzo Bernini.

piazza-sanpietro-roma

O artista era estimado pelo Papa Urbano VIII (Maffeo Barberini) e tinha livre acesso aos aposentos do pontífice.

Urbano VIII encomendou a Bernini a construção de duas torres para completar a fachada projetada por Maderno, mas na época o profissional mais competente para realizar esse tipo de obra arquitetônica era o seu grande rival, Francesco Borromini.

O grande peso das estruturas de Bernini provocaram rachaduras nas torres e o successor de Urbano VIII, o Papa Inocêncio X, decidiu demoli-las.

Antes de entrar na Basílica, pare e contemple o seu portico ou átrio.

colunas-bernini-são-pedro

É impossível não admirar as cinco portas de bronze decoradas com relevos biblícos e, entre elas, a chamada Porta Santa, aberta esclusivamente pelo Papa para marcar simbolicamente o início de um Ano Santo.

Enquanto caminha pelo pórtico, não deixe de olhar para cima e para baixo. No alto, observe que o teto foi decorado com relevos em estuque que narram a vida de São Pedro e os relevos de diversos Papas santificados.

No chão, note os brasões de vários pontífices.

Nas extremidades do pórtico, as protagonistas são as estátuas equestres de Constantino e Carlos Magno.

Prepare-se:

Para chegar lá: linha A do metrô, estação Ottaviano-San Pietro
Ingresso: A entrada na Basílica de São Pedro é gratuita
Horários: de 1 de outubro a 31 de março, aberta das 7h às 18h30. De 1 de abril a 30 de setembro, o horário é esticado até às 19h.
Conselho: chegue bem cedo para evitar as longas filas para passar pelo detector de metais ou por volta das 17 horas, quando as filas estão bem menores.
É sempre bom saber: se o seu passeio coincidir com uma quarta-feira, dia de audiência papal, provavelmente não conseguirá entrar na basílica antes das 14 horas.
Regras: não levar na bolsa objetos metálicos como tesouras canivetes ou cortadores. É permitida a entrada com garrafas de água e guarda-chuvas.
Evite: roupas decotadas ou muito curtas que deixem braços e pernas à mostra.

This article has 3 comments

  1. Ilma Madureira

    É sempre emocionante uma visita a este lugar. Arte maravilhosa.

  2. Fabio Cipolla

    Qual o melhor horário para chegar e quanto tempo estima uma visita adequado? Devo reservar quantas horas do dia para esta visita? Estou montando meu roteirinho diário e estou bastante pertido.
    Obrigado,

  3. Anelise Sanchez

    Fábio, nesse periodo do ano as filas são quase inevitáveis a qualquer hora do dia, mas das 16h em diante costuma ser mais tranqüilo. Eu reservaria pelo menos uma hora e meia para a basílica, considerando que poderá perder tempo na fila.
    Lembre-se que às quartas-feiras, dia de audiencia papal na Piazza San Pietro, a Basilica costuma abrir por volta das 14h.
    Abs,
    Anelise

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *