Booking.com
Evitando furadas

10 coisas para evitar durante um vôo

Voar também é uma questão de estilo e ter boas maneiras a bordo fazem a diferença.

Acabo de voltar de viagem de São Paulo e durante o meu vôo Alitalia aproveitei para dar uma lida nas páginas da revista de bordo Ulisse.

O título de uma das colunas da publicação era Bon ton on Board e o autor do artigo, o jornalista Nicola Santini, cita alguns comportamentos inconvenientes durante uma viagem de avião.

Apoiar os pés na poltrona de quem viaja a sua frente, levantar-se continuamente para utilizar o toilette e insistir em puxar papo com o vizinho são os hábitos que o jornalista reprova.

voar-com-alitalia

Fotos: Alitalia

Eu não sou viajante profissional, mas uma frequent flyer e confesso que alguns comportamentos, mesmo que involuntários, me incomodam muito durante uma viagem de avião.

Para começar, acredito que cada passageiro deveria estar consciente que está compartilhando um espaço comum e portanto evitar comportar-se como se estivesse na própria sala de estar.

Reuni nesse post algumas das coisas que desaprovo durante um vôo:

  1. O compartimento de bagagens, por exemplo, não é individual. Lembre-se disso antes de colocar todas as suas malas de mão lá, ao invés de despachá-las, sempre que possível.
  2. A não ser que você esteja viajando com uma companhia low cost, cujos assentos não foram marcados previamente, é inútil acotovelar-se para ocupar a sua poltrona.
  3. Sei que sou uma exceção e o que o espaço na classe econônica é mesmo restrito, mas mesmo em um vôo intercontinental noturno nunca reclino totalmente a minha poltrona.
  4. Choro de criança não me incomoda pois é fisiológico. Pais que deixam seus filhos livres pelos corredores, sim.
  5. Avião não é o lugar ideal para um happy hour. Não curto quem exagera com bebidas alcólicas durante o vôo.
  6. Abusar do perfume ou, ao contrário, esquecer do desodorante também geram o meu desconforto, principalmente se o vôo durar várias horas.
  7. Gente que fala o tempo inteiro durante o vôo ou insiste em tornar-se seu amigo íntimo a qualquer custo.
  8. Passageiros que em vez de ir ao toilette decidem trocar de roupa sentado na própria poltrona. Isso aconteceu comigo.
  9. Jogar papéis, saquinhos e fagulhas no chão depois da refeição
  10. Banheiro também é espaço comum. Preciso dizer mais alguma coisa?

E vocês? O que mais lhes incomoda durante um vôo? Já vivenciaram alguma situação engraçada ou costrangedora durante uma viagem de avião?

 

 

 

 

 

This article has 4 comments

  1. Ricardo Dellai

    Sem dúvida na última viagem a madrid peguei um grupo de terceira idade com camiseta azul da excursão motorhome para barcelona. Eles pensavam que estavam em casa ficaram nos corredores, as aeromoças nem conseguiam passar com os carrinhos de alimentos. E fora o zunzun da conversa a madrugada toda. Como minha passagem foi quase de graça R$ 500 ida+volta deixei rolar, Mas, se tivesse pago mais de R$ 2000 como a maioria teria quebrado o pau. Depois quando reclinei minha poltrona um velho reclamou que ele estava tomando vinho kkk e eu com isso aí falei compra primeira classe aff cada uma. Vôo com excursão a bordo é furada.

  2. Ingrid

    Olá, Anelise
    Compartilho em gênero, número e grau com as suas observações, às quais acrescentaria: 1) falar alto; esbarrar no (a) passageiro (a) que está sentado (a) ao caminhar pelos corredores do avião e não pedir desculpas; 3) não dar passagem no desembarque da aeronave.
    Compartilho ainda um episódio pra lá de inusitado. Voltando da Europa em um voo no turno em um Boeing 747-400 eu havia comprado um assento no upper deck, na janela junto à saída de emergência (ainda não havia a classe econômica premium). Ou seja, pagara 60 euros para poder esticar as pernas durante o voo, no espaço destinado à saída de emergência – além de outras vantagens, como um número menor de passageiros no upper deck, e, consequentemente, menos barulho, fila para os toilettes menor, serviço mais ágil por parte dos comissários de bordo.
    Ao meu lado sentou-se um casal de meia-idade, brasileiros. Durante a madrugada, acordei e, ao me levantar para ir ao toilette, me deparei com a seguinte cena: o casal estava deitado no chão da aeronave, abraçados tipo “conchinha”! Como se estivessem na intimidade do lar, sem nenhuma cerimônia. Tive que saltar por cima de ambos para poder alcançar o corredor da aeronave.
    Fiquei pasma com a falta de civilidade, morta de vergonha por ser brasileira diante de uma tripulação e demais passageiros estrangeiros. Simplesmente inacreditável.

  3. Anelise Sanchez

    Puxa, Ingrid, que situação! Quando a gente acha que já viu tudo nessa vida…. 🙂
    Abs,
    Anelise

  4. Anelise Sanchez

    Concordo, Ricardo! Voo com excursão a bordo é uma grande furada!
    Abs,
    Anelise

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *