Booking.com
Florença
Informações práticas

Florença, calçadas molhadas contra turistas mal-educados

Não é só Roma e Veneza que estão estudando medidas para combater o degrado provocado pelo turismo mal-educado e por atos de vandalismo.

Aqui na Itália existe um provérbio que diz “a mali estremi, estremi rimedi”, algo como “situações extremas exigem medidas extremas”.

Apesar das polêmicas, o prefeito de Florença, Dario Nardella, anunciou que logo a cidade adotará iniciativas drásticas contra as consequências do turismo de massa que desrespeita a capital da Toscana.

Para tutelar o seu inestimável patrimônio artístico, funcionários da prefeitura (muito provavelmente da polícia municipal) usarão água para molhar as calçadas e escadarias diante das principais igrejas de Florença como, por exemplo, Santa Maria Novella, a Basilica di Santa Croce e a Basilica di Santo Spirito.

O objetivo é evitar que na hora do almoço esses lugares transformem-se em uma espécie de restaurante a céu aberto e sejam ocupados por centenas de turistas que devoram sanduíches e ou outros tipos de street –food, comprometendo a limpeza da cidade. Em outras palavras, a medida quer evitar os piqueniques improvisados diante de atrações milenárias.

É um roteiro que se repete. Basta circular pelas ruas dos centro histórico de algumas das principais cidades italianas para notar que nem todos os turistas respeitam os monumentos que eles mesmo percorreram milhares de quilômetros para conhecer de perto. 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

468x60