Booking.com
Bari Vecchia, Puglia
Città d'ArteVer

Itinerário para desvendar a alma de Bari Vecchia

Se Bari Vecchia fosse um quadro, eu a representaria como um emaranhado de becos sem fronteiras entre casas e calçadas. As protagonistas da imagem seriam mulheres formosas que estendem roupas de branco candor. Jovens que assobiam uma canção neomelódica enquanto desviam de motocicletas. O perfume do retrato seria aquela da maresia misturado aos aromas provenientes da panela no fogo.

O centro histórico dessa cidade do sul da Itália é conhecido como Bari Vecchia e sempre foi rotulado com vários preconceitos. Nós mesmos fomos aconselhados a não entrar nessa parte da cidade, mas sou da ideia que a diferença entre um turista e um viajante é que o segundo deve explorar suas vísceras, tentar uma verdadeira dissecação do destino que pretende visitar.

Antes de iniciar nosso itinerário por Bari Vecchia fizemos uma pausa no Savanj Caffè (Via San Francesco di Assisi, 12/A), uma cafeteria cuja proprietária nos deu algumas indicações fundamentais para conhecer essa parte da capital da Puglia.

 

Fotos de Alfredo Santucci

De lá, caminhamos por poucos metros até chegar a Via Arco Basso, onde todas as manhãs donas de casa preparam e vendem na mesma na rua o típico orecchiette, macarrão que parece com uma orelhinha.

Em Bari Vecchia todos os vizinhos se conhecem. Por isso, é inevitável que um forestiero (forasteiro) seja facilmente identificado.

Superados poucos instantes de desconfiança inicial, os habitantes de Bari Vecchia são muito hospitaleiros e abrem, literalmente, as portas de suas casas a quem encará-los nos olhos e se demonstrar afável. Para um turista, cruzar com quem frita pimentões em um fogareiro improvisado no quintal ou reza, em dialeto, diante de uma imagem sacra pode parecer folclore. Mas em Bari Vecchia é cotidiano, é vida que pulsa.

Depois da Via di Arco Basso o meu conselho é conhecer o Castello Normanno- Svevo – uma antiga fortaleza que é um dos símbolos de Bari. Em seguida, para descobrir a alma religiosa pugliese, a próxima meta do nosso percurso é a Basilica de San Nicola, padroeiro da cidade e adorado pelos habitantes de Bari.

Continuando o passeio, sugiro caminhar até o Panificio Fiore (Strada Palazzo di Città, 38). Esse local passa quase despercebido pela maioria dos turistas, mas ali você pode provar a tradicional focaccia barese.

De lá você pode chegar a pé até a Piazza del Ferrarese, uma das praças principais de Bari Vecchia e um lugar ideal para o almoço. Para quem tiver fôlego, a pouco metros dali fica o Teatro Margherita. Esse teatro histórico construído a poucos metros do mar está sendo reformado e será transformado em um museu de arte contemporânea.

É preciso caminhar perto do mar, ouvir os gritos dos vendedores de peixe e os motores dos barcos para entender a relação de amor que une os moradores de Bari à cidade. Nos arredores do Teatro Margherita fica o Chiringuito, um quiosque onde os jovens se reúnem para degustar uma cerveja, aproveitar o sol respirar a maresia e ver a vida passar em câmera lenta. Por que não fazer uma pausa ali por perto e, simplesmente, deixar o tempo passar?

Quem preferir fazer um passeio com guia em Bari pode contatar a Get your Guide, parceira do Post-Italy.com, nesse site aqui. 

Procurando hospedagem? Reservando qualquer hotel aqui no Post-Italy.com, a partir dessa caixa de busca, você não paga nem um centavo a mais por isso e eu ganho uma pequena comissão. Assim você colabora com a atualização constante do site e eu agradeço! O mesmo vale para o aluguel de carros com a Rental Cars.

Booking.com

728x90

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *