Booking.com
Tuscany
Ver

Lucignano d’Asso: o burgo toscano de apenas duas ruas

Quem programa uma viagem pela Vale do rio Orcia, na Toscana, provavelmente não deixa de incluir no roteiro cidades famosas como Pienza e Montalcino. Adoro ambas, mas um dos objetivos desse blog é trazer à tona lugares menos conhecidos, revelar a Itália autêntica; aquela livre de clichês e lugares comuns.

borgo-lucignanello

Uma das melhores maneiras de descobrir cantinhos exclusivos, peculiaridades ou tradições locais é conversar com seus moradores.

vilarejo-toscano

Depois de “quebrar o gelo” você perceberá que os italianos gostam de exaltar as riquezas naturais ou artísticas de seu próprio território e não economizarão  palpites em seu itinerário de viagem.

lucignano-tuscany

Descobri Lucignano d’Asso assim, quase sem querer, graças a uma “chiacchierata” (bato-papo). O burgo é uma fração de San Giovanni d’Asso (na província de Siena) e apesar de situar-se nos arredores de metas turísticas muito famosas soube conservar e valorizar o seu isolamento.

tuscany-lucignano-d´asso

O que para muitos poderia ser considerado um defeito – o fato de viver quase uma dimensão paralela – para mim é uma qualidade e tanto.

lucignano-asso-tuscany

O vilarejo possui apenas duas ruas, duas pequeninas igrejas, um punhado de casas ainda habitadas, uma fonte, uma antiga mercearia, uma residência nobre e um requintado hotel/relais de charme formado por cinco casas e chamado Borgo Lucignanello. A estrutura hoteleira possui uma piscina panorâmica com vista para as colinas da região.

borgo-lucignanello-tuscany

Não espere chegar a Lucignano d’Asso e encontrar restaurantes ou lojas de suvenires. Em vez de moradores, é mais provável que cruze com ciclistas em busca de um lugar silencioso e quase esquecido.

toscana-lucigano-asso

Com arquitetura prevalentemente medieval, desde 1485 o burgo é uma propriedade dos Piccolomini, uma família de grande peso político que entre seus descendentes também teve dois Papas.

lucignano

Cada detalhe do vilarejo denota o seu passado. Observe, por exemplo, objetos como as velhas caixas de cartas “Regie Poste”, que lembram o serviço de correio da Itália unida, inaugurado em 1862, a placa com a inscrição “dopolavoro”, indicando um ponto de encontro entre trabalhadores do burgo ou a casa cuja parede possui a frase “La scienza, la volontà, la fede, possono attenuare gli effetti delle forze non benefiche della natura”, provavelmente escrita durante os anos do fascismo.

burgos-na-toscana

A principal distração em Lucignano d’Asso é a natureza. Ali você é quase obrigado a notar a beleza e a força das paisagens agrícolas que circundam o burgo.

toscana

A única mercearia do vilarejo é aquela da senhora Rita, que também possui uma surpresa. No interior do local fica uma verdadeira cantina etrusca.

lucignano-toscana

Com a lentidão típica de quem sabe que a vida é curta demais para desperdiçar momentos mágicos, ela prepara na hora sanduíches com pão toscano rigorosamente sciapo (sem sal) e os melhores frios da região.

borgo-lucignanello

Em seguida, enche um cálice de vinho e convida os poucos aventureiros que passam por lá a sentar-se em uma das mesas que ficam do lado de fora da mercearia, estrategicamente posicionadas para admirar o Monte Amiata e as colinas toscanas. Pelo menos nesse momento, qualquer outra coisa seria desnecessária.

Borgo Lucignanello Bandini: Lucignano d’Asso, San Giovanni d’Asso (Siena). Tel: +39 0577 803068
Se no Post-Italy.com você encontrou informações úteis, saiba que você pode contribuir com a atualização constante do blog contratando os serviços de nossos parceiros afiliados. Reservando qualquer hotel na caixa de busca do Booking.com presente aqui no site sem pagar nada a mais por isso, comprando antecipadamente aqui os ingressos para os principais monumentos italianos com a nossa parceira Get your Guide, fazendo o seu seguro de viagens ou adquirindo ingressos para shows nos banners que você encontra na lateral direita do site você contribui com o Post-Italy.com e organiza melhor a sua viagem. Obrigada!

This article has 2 comments

  1. Heiko van Delden

    Parabéns pela matéria! “…soube conservar e valorizar o seu isolamento. O que para muitos poderia ser considerado um defeito – o fato de viver quase uma dimensão paralela – para mim é uma qualidade e tanto.” – compartilho das mesmas idéias e me identifico muito com isso. Em Outubro farei minha primeira viagem pela Toscana, pena que o tempo não permita visitar Lucignano d’Asso, mas vale a dica para a próxima

  2. anelise sanchez

    Grazie mille! Muito feliz com o comentário! Espero que tenha uma viagem maravilhosa e, se possível, que indique o post-italy.com para a,igos e parentes! Abraços, Anelise

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *