sorveterias em Roma
Pizza, sorvete, street foodSaborear

Miniguia de sorveterias em Roma

Se você é o tipo de pessoa que adora jogar conversa fora, experimente iniciar una chiacchierata (um bate-papo) com um morador da capital sobre a melhor sorveteria da cidade. A resposta, provavelmente, não é unívoca e provocará uma longa discussão.

Comida por aqui é um tema sério e quando o assunto é sorvete cada italiano tem a própria lista de suas gelaterie preferite. Ninguém se recusa a assumir o papel de crítico ou a identificar as qualidades e defeitos de cada sabor preparado pelas inúmeras sorveterias presentes em Roma. Reunir em um único post os endereços de todas elas é uma missão complicada, mas nesse artigo pensei em elaborar um mini guia com dicas para reconhecer um sorvete de qualidade, pedir essa delícia no balcão sem tropeçar na língua italiana e escolher qual sorveteria frequentar de acordo com o bairro que você estará.

Sorveterias em Roma

É realmente artesanal?

A pergunta que vale muitos euros…Artigianale é uma palavrinha mágica que nos faz pensar imediatamente em algo genuíno, em frutas e leite fresco. Será que em todas as sorveterias italianas o gelato é mesmo artesanal ou algumas delas usam misturas industriais? Um ótimo sorvete requer matérias-primas de qualidade, técnica, respeito por métodos de conservação…

Nem sempre é fácil identificar um sorvete artesanal, mas a dica é preste atenção em alguns detalhes. Regra número um, desconfie de sorvetes com cores improváveis. Muitas crianças ficam atraídas pelo gosto Puffo (Smurf) de cor azul intensa, mas eu tentaria convencer meu filho a escolher outra opção. Italianos gostam de consumir frutas da estação porque são mais baratas e saborosas. Portanto, se você encontrar uma sorveteria com pêssegos, morangos ou cerejas – que são frutas típicas das estações mais quentes – nos meses de inverno, procure outro endereço.

Regra número dois, privilegie os sorvetes preparados com ingredientes locais, melhor ainda se a Km 0. Regra número 3: fique de olho na lista de ingredientes e prefira os sorvetes preparados com leite fresco e que não utilizam colorantes ou emulsionantes. Na dúvida, pergunte. Quem realmente faz sorvetes artesanais gosta de exaltar a própria arte.

Sorveterias em Roma

Como pedir um sorvete na Itália?

Antes de mais nada, decida se você prefere un cono (em italiano é uma palavra masculina e indica uma casquinha) ou una coppetta (em italiano uma palavra feminina que indica o potinho ou copinho, como preferir). Geralmente, as sorveterias dividem os pedidos de acordo com o tamanho, como, por exemplo, un cono piccolo (pequeno), medio ou grande ou de acordo com o número de sabores. No balcão você pode formular o seu pedido assim:

    • “Un cono due gusti” (uma casquinha com dois sabores)
    • “Una coppetta tre gusti” (um potinho com três sabores)
    • “Due coni piccoli” (duas casquinhas pequenas)

Sorveterias em Roma

Pegadinha

Vale para o sorvete, para o café, aperitivo e afins…a maior parte das cafeterias costuma cobrar um preço diferente se você consumir um sorvete em pé ou se for servido na mesa. No caso de bares e restaurantes, se você pedir uma coppa gelato provavelmente receberá as bolas de sorvete no copo de vidro e o preço cobrado será maior. Vira e mexe muitos turistas ficam surpreendidos quando um simples sorvete transforma-se sem uma nota fiscal bem salgada. Occhio!

Con o senza panna?

Essa é uma pergunta que você poderá ouvir em Roma. “Com ou sem chantilly?” A maioria das sorveterias da capital pergunta para os clientes se eles preferem o sorvete com ou sem o chantilly por cima. Aqui ele já está incluído no preço, mas nem sempre é assim em outras cidades da Itália.

Alguns dos principais sabores: Fragola (morango), Melone (melão), Ananas (abacaxi), Mela (maça), Limone (limão), Albicocca (Damasco), Pompelmo (Grapefruit), Arancia (laranja), Lampone (framboesa), Mandarino (mexerica), Amarena (cerejas negras), Frutti di Bosco (frutas vermelhas), Pesca (pêssego), Pistacchio (pistache), Nocciola (avelã), Fior di latte ( a base de leite), Stracciatella (flocos), Fondente (chocolate amargo), Bacio (sabor que imita o famoso bombom com o memso nome), Mandorla (amêndoas).

Sorveterias em Roma

Sorveterias nos arredores dos principais monumentos da capital:  Sublinho que esse não é um guia completo de todas as sorveterias da capital, mas algumas aquelas que já provei e portanto conheço pessoalmente. Gosto é gosto e portanto cada um tem as suas preferências. Fico aguardando comentários de quem quiser publicar aqui no blog qual a sua sorveteria preferida em Roma.

Pantheon

Gelateria della Palma (Via della Maddalena, 19/23) É um lugar histórico, fundado em 1978. O ponto forte é a variedade de sabores. A quantidade é tanta que a dificuldade é escolher dois ou três entre os mais de 150 sabores da gelateria.

GROM (Via della Maddallena 30/A)  O nome é conhecido mundialmente, mas para ser sincera passado o entusiasmo suscitado inicialmente pela sorveteria cujo lema é “il gelato come una volta” não é mais o mesmo. Muitos clientes decepcionaram-se depois das polêmicas envolvendo o fato que seu sorvete não é 100% artesanal. Os sabores mudam todo mês de acordo com as frutas de cada estação.

San Crispino (Piazza della Maddalena, 3) Não é uma das sorveterias mais econômicas da capital, mas vá até lá se você é fã dos sorvetes a base de frutas. Garanto que não se arrependerá.

Campo Marzio

Ciampini (Piazza San Lorenzo in Lucina, 29) Um nome conhecido pela maioria dos romanos porque produz sorvetes há mais de cinco décadas. Localizado em uma das praças mais chiques da capital, circundado por butiques da alta moda.

Giolitti (Via Uffici del Vicario, 40) Talvez um dos nomes mais populares entre os estrangeiros. Ano após ano, continua sendo uma das mais frequentadas por turistas a procura de sabores clássicos como gianduia, chocolate e pistache.

Rione Ponte

Gelateria del Teatro (Via dei Coronari, 65/66) Ela possui mais de uma loja, mas a minha preferida é aquela que fica na Via dei Coronari, uma das ruas históricas da capital. O que aprecio na Gelateria del Teatro são as combinações aparentemente estranhas mas deliciosas como o sabor pêssego e flores de lavanda, só para citar um deles.

Ostiense

Gelateria La Romana (Via Ostiense, 48) Fica perto da principal loja da Eataly em Roma e você pode ler todos os detalhes sobre essa sorveteria no post Gelateria La Romana: a fila vale mesmo a pena?

Rione Sallustiano

Come il Latte (Via Silvio Spaventa 24/26) Aqui em casa a maior fã de sorvetes é minha filha. Ela tem um paladar crítico quando o tema é gelato e essa sorveteria foi uma agradável descoberta para ela que gosta de provar coisas novas. Experimente o sabor caramelo salgado e combine essa pausa gulosa com um passeio até a igreja de Santa Maria delle Vittorie para admirar a estátua Êxtase de Santa Tereza, de Bernini.

Prati Gelateria dei Gracchi (via dei Gracchi, 272) Uma das sorveterias mais apreciadas da capital pela qualidade dos ingredientes utilizados na preparação dos sorvetes. Um dos mais apreciados é o sabor pistache.

Rione Monti

Fatamorgana (Via degli Zingari, 5) O charmoso bairro Monti, por si só, já é um motivo mais do que válido para ir até lá. Mas não é só isso. Essa sorveteria usa ingredientes orgânicos e nenhum aditivo químico. Que tal o sabor alcaçuz ou amêndoas brancas? Para quem tem crianças, eles preparam sabores delicados com nomes criativos como O Beijo do Príncipe.

Vaticano e arredores:

Hedera (Piazza del Catalone, 22/30, Borgo Pio) Situada em uma das ruas mais pitorescas da capital, Borgo Pio, é a sorveteria que inventou o sabor Jubileu, em homenagem ao Papa. Para saber mais, leia esse post Hedera, a sorveteria em Roma que lança o sabor Jubileu.

Lemon Grass (Via Ottaviano, 29) Pode ser um ótimo programa para recuperar as energias depois te ter enfrentado a maratona da visita aos Museus Vaticanos e à Basílica de São Pedro. Sabores atraentes para os gulosos de plantão. Os meus preferidos são cheese cake e ricota com figo.

Esquilino/Termini

Fassi (Via Principe Eugenio, 65) Uma das sorveterias mais antigas da capital. Fundada em 1880, continua muito frequentada mesmo depois que a marca foi vendida para o colosso da indústria alimentar coreana Haitai Confectionery and Foods Co.

Trastevere

Fior di Luna (Via della Lungaretta, 96) Uma sua peculiaridade é o fato que alguns sorvetes são preparados com o raro leite de jumenta, conhecido por ser altamente digerível. Sorvetes com uma lista curta de ingredientes e ótima qualidade porque os produtores mantém um contato direto com os seus fornecedores de matérias-primas.

Fontana di Trevi

Blue Ice (Via delle Muratte, 89/94) Marca com várias filiais espalhadas pela capital que além dos sorvetes também vende frozen yogurt.

Piazza Venezia

Vice (Corso Vittorio Emanuele II, 96) Não muito longe do Altare della Patria, em um ambiente ultra moderno, além dos sorvetes tradicionais e de sabores extravagantes como ricota de búfala, limão, laranja e gotas de chocolate, lá você também encontrará opções de frozen finger food.

Colli Portuensi

Otaleg (viale dei Colli Portuensi, 594) A palavra Otaleg significa”gelato” ao contrário e seus sorvetes são preparados à vista, sem segredos. Otaleg mereceu elogios até de Gabriele Bonci, aquele que é considerado o Michelangelo das pizzas, e entre as suas especialidades existem sorvetes salgados.

Laurentina

Il Gelato di Claudio Torcé: (Viale della Aeronautica, 105) Ricota, açafrão e mel. Essa é uma das combinações inventadas por Claudio, que não pensa duas vezes antes de experimentar diversas receitas e não inclui-las entre os sabores da sorveteria se não estiver plenamente convencido que se trata de um sorvete excepcional.

Ilha Tiberina

Antica Gelateria dell´Isola Naquele que é um dos meus lugares preferidos em Roma, a Ilha Tiberina, ao lado do famoso Ristorante della Sora Lella fica uma sorveteria que pode ser uma salvação nesse período de calor intenso.

Malatesta/Fora do circuito turístico

Il Cannolo Siciliano (Piazza Roberto Malatesta, 15/16) Quem diria que uma pequena doceria e sorveteria da periferia romana, Il Cannolo Siciliano, venceria o primeiro prêmio do concurso Eccelenza 2017 com o sabor chamado “mascarpino”, a base de queijo cremoso e pinoli. A mesma sorveteria também recebeu um prêmio europeu pelo sorvete a base de mexericas da Calábria, gengibre e menta.

A Get your Guide, parceira desse site, ofere um Espresso e Gelato Tour para degustar algumas das melhores especialidades da capital. Detalhes aqui

This article has 2 comments

  1. Rita SPAOLONZI

    E a Gelateria Del Viale em Trastevere?? Uma das melhores, senão a melhor, sorveteria em Roma!!

  2. anelise sanchez

    Oi Rita! Pois é, uma vida inteira não bastaria para conhecer todas as sorveterias da capital! 🙂

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *