Booking.com
palácio pontificio de Castel Gandolfo, Italia
Informações práticasVaticano

Castel Gandolfo: apartamento papal será aberto ao público

A partir do próximo dia 21 de outubro, os aposentos particulares do palácio pontifício de Castel Gandolfo serão abertos ao público. A notícia surpreendeu os habitantes e a prefeita da cidade, Milvia Monachesi, porque desde 1623 – com a eleição do Papa Urbano VIII – o edifício era a residência de veraneio dos pontífices.

Castel Gandolfo, castelli Romani, Itália

A fama da cidade nos arredores do Lago de Albano cresceu com a presença do Papa no palácio durante os meses de verão. O último pontífice a hospedar-se lá foi o Papa emérito Joseph Ratzinger, depois de sua renúncia ao papado em fevereiro de 2013.

palácio pontificio de Castel Gandolfo, Italia

Três anos e meio após comunicar aos vértices da igreja católica a decisão de não morar no apartamento do terceiro andar do palácio apostólico, mas de preferir a Casa de Santa Marta, Bergoglio volta a desafiar o escrupuloso respeito das tradições. Dessa vez, anunciou claramente a sua intenção de permitir que os fiéis tenham acesso aos ambientes até então exclusivos do palácio pontifício de Castel Gandolfo.

cidade de Castel Gandolfo

Os aposentos até então usados para as férias de verão dos pontífices serão transformados em um museu. O local mais atraente do palácio é o quarto pontifício com vista para o mar. Durante o período da Segunda Guerra Mundial, logo após o desembarque em Anzio das tropas americanas que lutaram ara libertar a Itália do nazismo, os arredores de Castel Gandolfo foram palco de lutas sangrentas.

palácio pontificio de Castel Gandolfo, Italia

Naquele período, o apartamento papal foi utilizado para hospedar grávidas italianas que procuram um refúgio durante o conflito. Quarenta crianças nasceram naquelas circunstâncias e foram chamadas de filhos do Papa.  Além dos aposentos, o público terá acesso à capela particular dos pontífices, o lugar no qual Ratzinger e Bergoglio rezaram juntos depois da eleição de Papa Francisco.

cidade de Castel Gandolfo

Será possível conhecer a biblioteca, o escritório no qual muitos Papas escreveram encíclicas e homilias, a Sala del Concistoro – reservada para a reunião do colégio de cardeais – e o chamado Salão dos Suíços, o local no qual os soldados da Guarda Suiça preparavam-se para prestar serviço ao pontífice.

Castel Gandolfo, Roma, Itália

Todos esses ambientes serão englobados ao resto do palácio pontifício de Castel Gandolfo, que já pode ser visitado há mais de um ano, assim como os jardins das vilas pontifícias. Apesar da tristeza por não poder contar com a presença do Papa na cidade durante o verão, a prefeita de Castel Gandolfo afirma que não perde a esperança de revê-lo. No entretempo, o Papa continuará recebendo os alimentos cultivados na fazenda das vilas pontifícias de Castel Gandolfo. Ali são produzidos, por exemplo, cerca de mil litros de leite ao dia.

fazenda do Papa

No próximo dia 21, em ocasião da inauguração da nova ala do museu, será organizada a exibição de um coro de música popular chinesa.

Para consultar passeios pelo Vaticano, visite os anúncios aqui:
 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *