Booking.com
via crics em roma
Informações práticas

Páscoa em Roma: onde assistir a tradicional Via-Crúcis

Abril é um dos melhores períodos para visitar Roma, mas como esse ano a Páscoa será comemorada justamente nesse mês, é muito provável que a cidade seja invadida por fiéis que visitarão os principais lugares de culto da capital.

Um dos eventos mais aguardados pelos católicos que passam por aqui é a chamada Via-Crúcis (palavras derivadas do latim que indicam o “caminho da cruz”), que acontece todos os anos, na sexta-feira santa, nos arredores do Coliseu.

Trata-se de uma representação da última parte do trajeto percorrido por Jesus do Pretório até o Calvário (em aramaico, Gólgota), o nome da colina na qual ele foi crucificado. Um espetáculo no qual  há uma  fronteira sutil entre ritual religioso, folclore e teatro.

páscoa na cidade de Roma

Acredita-se que a origem desse tipo de manifestação tenha ocorrido a partir do período das cruzadas, com o aumento do número de peregrinagens aos santuários de Jerusalém e a vontade dos fiéis ocidentais de reproduzi-las na própria terra.

Um exemplo emblemático desse tipo de iniciativa é o complexo das sete igrejas de Santo Stefano, na cidade de Bolonha, no qual existe uma reprodução simbólica do Santo Sepulcro.

Esse doloroso percurso de cerca 600 metros foi relatado pelos evangelistas.

É marcado por 14 estações ou etapas – número definido no século XVI na peninsula ibérica – e cada uma delas representa um episódio, como as três quedas de Jesus, o encontro com sua própria mãe e o momento em que o despem para crucificá-lo.

Via Appia

Os fiéis repercorrem simbolicamente o percurso de Cristo e, esse ano, o tema da Via-Crúcis organizada pelo Vaticano em Roma será ‘Volto di Cristo, volto dell’uomo‘ (Rosto de Cristo, rosto do homem) e abordará temas sociais como o desemprego, a realidade carcerária e as drogas, entre outros.

A Via-Crúcis aconteceu pela primeira vez, no Coliseu, em 1750, a pedido de Papa Bento XIV para celebrar o Ano Santo.

No entanto, a partir de 1870, quando Roma era a capital do chamado “Regno d’Italia”, a tradição foi interrompida devido à laicidade da cidade.

Foi somente em 1964, graças a uma iniciativa de Papa Paulo VI, que a Via-Crúcis voltou a ser realizada no Coliseu.

Esse ano o evento acontecerá por volta das 21 horas, no Coliseu, e quem quiser pode assisti-lo gratuitamente., mas prepare-se porque a multidão é tanta e a manifestação dura diversas horas.

Quem preferir assistir uma representação da via-crúcis muito pitoresca, rica do ponto de vista cenográfico e em figurinos, de caráter teatral, pode organizar para visitar a cidadezinha de Sezze, localizada na província de Roma, a 66 quilômetros da capital.

Trata-de de um verdadeiro espetáculo sacro. O evento, realizado com atores profissionais e 700 figurantes, acontece sempre na sexta-feira santa pelas ruas da cidade.Em suas últimas edições, a Passione di Sezze contou com a participação de um público entre 20 e 50 mil pessoas.

Para chegar em Sezze:

De Trem: Sezze fica no percurso da ferrovia Roma-Napoli e a cada hora existem trens regionais que saem da estação de Termini partem para lá. O preço da passagem é de 4,60 euros.

De carro: Pegar a SS 148 (pontina) na direção de Latina e assim que chegar à Latina seguir até Terracina, no cruzamento com Borgo San Michele. Dali até Sezze faltam cerca de 16 quilômetros.

A saída mais próxima è aquela de Frosinone e dali seguir adiante por cerca de 40 quilômetros pela SS 156 dei Monti Lepini na direção de Latina.

 

 

 

 

 

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *