Booking.com
Via della Conciliazione, Roma
Vaticano

Via della Conciliazione, a “moldura” da Praça de São Pedro

Saindo do Castel Sant’Angelo e caminhando em direção da Basílica de São Pedro, é difícil ficar imune à imagem da cúpula vaticana enquadrada pela Via della ConciliazioneAo avistar a obra-prima de Michelangelo e os 44 mil metros cúbicos de mármore branco distribuídos em 284 colunas de Bernini e 140 estátuas que circundam a basílica o impacto é forte, tocante.

Via della Conciliazione

Via della Conciliazione é percorrida anualmente por milhares de fiéis católicos e turistas. Ali também passam os corredores da maratona de Roma, mas nem todo mundo sabe que ela não era a principal via de acesso ao Vaticano.

Via della Conciliazione

Antigamente, a área residencial nos arredores da basílica vaticana era conhecida como Spina di Borgo. Era, praticamente, uma zona cuja forma lembrava a espinha de um peixe. No burgo viveu o pintor Rafael e passeava Michelangelo no período em que decorava a Capela Sistina.

Depois da unificação italiana, o “novo” Estado começava a sentir a necessidade de dar início a um planejamento urbano que transformasse Roma em uma cidade renovada, que apagasse o seu passado de capital do estado pontifício.

Via della Conciliazione

Essa ideia começou a se concretizar em pleno período fascista. No dia 21 de abril, feriado conhecido como Natale di Roma, Mussolini recebeu a cidadania romana e em seu discurso reforçou a intenção de criar uma Roma monumental, projetada para o século XX. Com essa mesma ideologia o ditador ordenou a construção da famosa Via dei Fori Imperiali, aquela que liga Piazza Venezia até o Fórum Romano e o Coliseu.

A partir da década de 30 começou assim o início da demolição dos burgos. Os tetos das casas de Spina di Borgo foram marcados com uma linha branca de cal e o próprio ditador, munido de uma picareta, começou a destruir o teto de uma das residências do burgo.

Via della Conciliazione

A demolição durou cerca de um ano, mas a reconstrução continuou até 1950, por causa da guerra e dos custos das obras. Foi naquele mesmo ano – ocasião de um Jubileu da Misericórdia – que a prefeita de Roma autorizou a construção de calçadas de mármore travertino e um projeto de iluminação composta por 28 obeliscos com lampiões.

Via della Conciliazione

A ideia era que a fila de obeliscos diminuisse a excessiva largura da rua e o efeito acabou agradando. Na Via della Conciliazione ficam edifícios de prestígio como a sede da Embaixada Brasileira junto a Santa Sé, o Auditorium Conciliazione e o Palazzo dei Penitenzieri.

Como você pode contribuir com a atualização constante do Post-Italy.com? Contratando os serviços de nossos parceiros afiliados. Reservando qualquer hotel na caixa de busca do Booking.com presente aqui no site sem pagar nada a mais por isso, comprando antecipadamente aqui os ingressos para os principais monumentos italianos com a nossa parceira Get your Guide ou fazendo o seu seguro de viagem com a Real Seguros nos banners que você encontra na lateral direita do site. Obrigada!

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *