Booking.com
villa borghese
Parques e perfume de naturezaSentir

Villa Borghese em Roma: o coração verde da capital

Fazer um passeio pela Villa Borghese, em Roma, significa reconciliar-se com a natureza e com o mundo.

Não exagero. Sei que em outras cidades europeias como Paris ou Londres existem parques de beleza exuberante.

parque Villa Borghese

Fotos: A. Santucci

A questão é que considerar Villa Borghese um simples parque seria subestimar todo o seu patrimônio cultural, artístico e o seu potencial como polo de entretenimento para romanos e estrangeiros.

roma, villa borghese

Ali ficam museus, galerias, um zoológico, uma sala de cinema, uma pista de equitação, um teatro que imita o Globe Theatre de Londres (aquele no qual Shakespeare recitava seus espetáculos), templos como aquele circular dedicado a Diana, um lago, uma ludoteca, um relógio que funciona com a água construído em 1873, um restaurante panorâmico (a Casina Valadier), e cafeterias, só para citar algumas de suas principais atrações.

villa borghese em roma

Digamos que não foram poupados esforços na construção da villa e do parque idealizados em 1605 para o cardeal Scipione Borghese, sobrinho do Papa Paolo V.

Naquela época foram plantados 400 pinheiros e nas diversas avenidas do parque foram posicionadas esculturas de ninguém menos que Pietro Bernini, pai do famoso Gian Lorenzo Bernini.

villa borghese, roma, Itália

Como quase todos os aristocratas romanos, Scipione Borghese era um cultor das artes e reuniu um dos acervos mais importantes do mundo.

No Museo e Galleria Borghese encontram-se obras primas como Apolo e Dafne e Plutão e Perséfone e Davi, de Bernini.

villa borghese

Passeando pelo parque cruzamos com estátuas de personalidades como Goethe e Victor Hugo, romanos que praticam jogging, crianças com bicicletas e patins, riquixás e diciclos, aqueles veículos de duas rodas. Todos convivem pacificamente!

Villa Borghese possui diversas entradas, mas o meu percurso preferido é aquele que começa ao noroeste do parque, diante da Galleria Nazionale d´Arte Moderna, que fica no Viale delle belle Arti.

villa borghese, parque

Diante da galeria ficam as escadas que levará você até Villa Borghese e subindo os seus degraus você já ficará encantado com as fontes gêmeas decoradas com estátuas de tartarugas e realizadas, provavelmente, entre 1908 e 1911.

Em seguida, logo depois da entrada do parque, no Viale Madama Letizia, cruzará com estátuas de personalidades famosas e com um lago encantador e um templo dedicado à Esculápio, o deus grego protetor da saúde.

relógio de água villa borghese

Ali, pagando 3 euros por pessoa, é possível alugar um barco e remar no lago por cerca de 20 minutos, apreciando de perto as esculturas do templo.

Logo depois existe a graciosa Caffetteria Casina del Lago (Via dell´Aranciera, 2) e no final da rua, você tem duas opções.

terraço do Pincio

Virando à direita você pode seguir o percurso que inclui atrações como o relógio que funciona graças à força da água, a Casina Valadier, o Museo e Galleria Borghese e o terraço do Pincio, com uma das vistas mais lindas de Roma.

Escolhendo caminhar do lado esquerdo você encontrará a Casina di Raffaello, o Globe Theatre, Piazza di Siena e Museo Carlo Bilotti, com entrada gratuita.

pincio em roma

Em todo o parque existem placas indicando todas as atrações e não há como se perder.

Sugiro que reserve pelo menos meio dia para conhecer Villa Borghese e para otimizar o tempo programar o seu passeio no mesmo dia de uma visita ao Museo e Galleria Borghese.

Dica: Você pode reservar antecipadamente os seus ingressos aqui.
Para chegar até Villa Borghese: Você pode pegar o trem elétrico número 3, que sai do Piazzale Ostiense e descer na frente da Galleria d´Arte Moderna (Viale delle Belle Arti, 131). Você também pode pegar o ônibus 910 (Mancini) ou a linha 360, descendo na parada Pinciana Museo Borghese. Ambos saem da estação Termini. Se preferir o metrô, desca na parade Flaminio – Piazza del Popolo e suba as escadas que te levam até o terraço do Pincio e Villa Borghese. 

Outros posts sobre parques:

Pedalando na Via Appia Antica

La Foce: jardins monumentais na Toscana

Passeio em Roma: o parque dos aquedutos romanos

Procurando hospedagem? Reservando qualquer hotel aqui no Post-Italy.com, a partir dessa caixa de busca, eu ganho uma pequena comissão e você não paga nem um centavo a mais por isso. Assim você colabora com o site e eu agradeço!



Booking.com

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *