Booking.com
notícias da Itália
DiárioInformações práticas

Itália reforça medidas para prevenir riscos de atentados

O atentato terrorista em Paris aumentou a sensação que o perigo mora ao lado.

Por esse motivo, o governo italiano decidiu organizar, sexta-feira de manhã, um encontro para debater os riscos de um possível ataque em solo nacional.

O ministro do Interior, Angelino Alfano, declarou que segundo um estudo realizado por órgãos institucionais, 53 pessoas foram identificadas como foreign fighters, ou seja, cidadãos munidos de passaporte europeu que uniram-se às milícias do estado islâmico na Síria ou no Iraque.

Além da dificuldade em determinar com precisão possíveis alvos de atentado, o governo teme gestos de emulação e pressiona o Parlamento Europeu para que os 28 países membros da União Européia possam ter acesso ao chamado Passenger Flight Record (PNR), as listas de passageiros de todos os vôos.

Outra medida adotada é aquela que obriga comerciantes a denunciarem cidadãos que compram produtos que poderiam, eventualmemte, ser empregados na fabricação de bombas ou outros explosivos.

O governo também está de olho nos conteúdos publicados na Internet e promete censurar sites que, de alguma maneira, estimulem atos de terrosimo ou visem o fortalecimento de organizações fundamentalistas.

Os controles para ingressar na Basílica de São Pedro, no Vaticano, também foram intensificados desde setembro, principalmente em ocasião do Angelus ou audiências papais.

This article has 1 comment

  1. Ilma Madureira

    Pois é. Agora a Europa esta toda em estado de atençao. Aos turista resta tomarem cuidados aonde andam, com quem e quando. E documentaçao colado ao corpo. Sempre. Uma lástima o que tem acontecido.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

468x60