Booking.com
fontana di trevi
MonumentosVer

Fontana di Trevi, mais linda impossível

Estava pensando – cá com os meus botões – que depois de indagar os amigos que vieram me visitar em Roma, a maioria deles me disse que o momunento que mais os impressionou na cidade eterna foi a Fontana di Trevi.

Alguns comentaram que não imaginavam que a fonte fosse tão imponente e que sua dimensão real é impressionante (26 metros de altura por 26 de largura!). Outros sublinharam a riqueza de detalhes de sua decoração.

monumentos de roma: fontana di trevi

Carlos Heitor Cony escreveu que “na Fontana di Trevi, Anita Ekberg tomou o banho que se tornou um logotipo dosa nos 60”. Fato é que, seja qual for o motivo, é realmente difícil ficar indiferente diante de sua beleza; uma beleza de tamanha imediata compreensão que muitos turistas limitam-se a cumprir o ritual da moedinha, bater uma foto de recordação e seguir adiante o próprio percurso.

Roma é um lugar para quem não tem pressa e, acreditem, oferece o melhor de si se você se entregar a ela, deixando que seja a cidade a ditar o ritmo de seus passeios. Não o contrário.

foto Fontana di Trevi

Se, por exemplo, em vez de disputar um lugar para uma posa com centenas de turistas japoneses, você acordar bem cedinho para visitar a Fontana, provavelmente encontrará um monumento que, sem aquela multidão, exaltará ainda mais o seu esplendor, demonstrando quem é, realmente, a protagonista daquela praça.

Estive lá ontem pela manhã e o cenário insólito que encontrei foi aquele de um monumento pouco assediado por turistas, dissuadidos pela chuva.

moedas na Fontana di Trevi

Sem correria, terá tempo para observar detalhes que vão além da figura de Netuno sobre por uma carruagem em forma de concha e puxada por cavalos marinhos.

Por exemplo, é possível observar as alegorias femininas da Abundância (foto acima)  e Salubridade (abaixo), do lado direito e esquerdo da fonte.

O monumento foi projetado pelo arquiteto Nicola Salvi, que participou do concurso lançado pelo Papa Clemente VII em 1732, mas só foi finalizado 30 anos mais tarde pelo jovem artista Giuseppe Pannini.

A fontana é alimentada por um dos mais antigos aquedutos romanos e a sua construção envolveu diversas anedotas.

Os romanos afirmam que, durante a sua construção, Nicola Salvi era incomodado por um barbeiro que trabalhava ali pertinho,  na Via della Stamperia, um sujeito que palpitava e criticava sempre os progressos da obra.

estátuas da Fontana di Trevi

Para se vingar, o arquiteto colocou um grande vaso de mármore travertino no muro que circunda a fonte (foto acima), na esquina com Via della Stamperia.

O vaso, mais conhecido como ‘ás de copas’, atrapalhava assim a visão do inimigo barbeiro.

Ao lado do ‘ás de copas’ fica a menos conhecida Fontanella degli Innamorati, no passado um lugar de “peregrinação” para os casais em busca de fidelidade eterna, que bebiam juntos a água que jorra da fonte.

A própria Fontana di Trevi também possuia uma forte vocação para cupido. Entre as duas guerras mundiais, as noivas de namorados convocados pelo exército italiano acompanhavam o futuro marido até a fonte e enchiam um copo novo com a sua água. Assim que o noivo a bebia, a noiva seguia um ritual bem preciso: quebrava o copo para evitar que o amado a esquecesse.

Ah se a água bastasse…

passeio pela Fontana di Trevi

Outro fato interessante. Todo mundo joga uma moedinha na Fontana di Trevi esperando voltar para a cidade eterna. No entanto, você sabia que tentar recolher as moedas que enchem o fundo dela é proibido, assim como diz claramente a placa colocada ao redor do monumento?

Toda semana, o dinheiro é recolhido pelos voluntários da associação de caridade Caritas e engana-se quem imagina que trata-se de poucos trocados. Segundo o jornal italiano La Repubblica, em 2012 foram arrecadados, em um só semestre, cerca de 540 mil euros. Nada mal…

Mais uma curiosidade. A fonte foi batizada com o nome de Fontana di Trevi porque, na Idade Média, as três ruas que atravessavam aquele lugar formavam um trivium, ou seja, um cruzamento de três estradas.

Outra coisa incrível é que sob a Fontana existe uma verdadeira trilha subterrânea que conduz até o ponto final do Aqueduto Virgem, o complexo sistema hidráulico que até hoje alimenta as fontes do centro da capital italiana. E você, qual o seu monumento romano preferido?

Procurando hospedagem? Reservando qualquer hotel aqui no Post-Italy.com, a partir dessa caixa de busca, você não paga nem um centavo a mais por isso e eu ganho uma pequena comissão.  Assim você colabora com a atualização constante do site e eu agradeço!



Booking.com

This article has 8 comments

  1. Gabriela Moniz

    Engraçada como os turistas vão só tirar fotos e pouco se importam em ver todos os detalhes. Eu me incluo nessa lista pq também fiz o mesmo, mas hoje penso diferente e estou voltando a Roma pensando em observar todos os detalhes possíveis.
    Gostei das informações!! =)

  2. Dani Bispo

    Sem sombra de duvidas o Coliseu! O mais imponente! Para mim o símbolo da história Romana! Quando me vem a cabeça as aulas de histórias da escola me vem a cabeça o Coliseu.
    Bjs
    Dani Bispo

  3. Gabriela Moniz

    Engraçado como os turistas só estão preocupados em chegar na Fontana di Trevi e tirar fotos jogando e moeda. Eu também me incluo nessa lista porque foi exatamente isso que fiz ao conhecer o lugar.
    Depois bateu aquele arrependimento por não ter observado mais, não ter pesquisado mais. De qualquer forma, voltarei a Roma com outros olhos, tentando observar os mínimos detalhes! Roma é uma cidade para voltar sempre!
    Adorei o post com as informações sobre esse lugar tão especial. Vou ficar atenta aos detalhes da próxima vez, pois são essas coisas que enriquecem a nossa viagem!

  4. Ana Rita

    Escolher entre um deles seria dificil.

  5. Jessica

    Que linda historia! Eu tinha a visto em um filme argentino…
    Muito linda mesmo! 😉

  6. Claudia camara

    Como todo bom turista, tirei fotos, joguei moedas, mas em maio estou voltando como viajante, e com certeza com outros olhos, adorei o post.

  7. Anelise Sanchez

    Ficamos felizes, Claudia!

  8. Anelise Sanchez

    Que bom que gostou!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *