Booking.com
Fontana di Trevi, Roma
MonumentosVer

Para onde vão as moedas da Fontana di Trevi em Roma?

Na dúvida sobre a real eficácia do ritual, ninguém arrisca. Quem vem para Roma não resiste à tradição de jogar uma moeda na Fontana di Trevi. Todos os dias, multidões de turistas do mundo todo dão as costas para a fonte monumental e lançam seus euros, reais, dólares… na esperança de voltar à cidade eterna.

Moedas da Fontana di Trevi

As moedas acumuladas reluzem no fundo da fonte e muita gente se pergunta qual o destino desse dinheiro? Se de grão em grão a galinha enche o papo, de moeda em moeda a prefeitura de Roma também consegue reunir uma soma invejável. Claro que o valor oscila, mas em média a quantia de moedas equivale, anualmente, a um milhão de euros.

Moedas da Fontana di Trevi

Durante o período de restauro do monumento – patrocinado pela maison Fendi – e de acesso restrito à fonte, a soma acumulada foi significativamente inferior.

Geralmente, graças a acordos com embaixadas, as moedas de diferentes países são convertidas em euros. Os fundos arrecadados são doados a instituições de caridade e nos últimos anos a beneficiada foi a Caritas. Com o dinheiro, foram financiados projetos como refeitórios para pessoas com dificuldades econômicas.

Moedas da Fontana di Trevi

Se a fonte em si já é um espetáculo, assistir a operação “caça níquel” também é curioso. Quase todas as manhãs bem cedo, o acesso à fonte è fechado e a polícia municipal vigia o monumento. Com o auxílio de uma máquina que assemelha-se a um aspirador aquático muito potente, as moedas primeiro são alineadas no fundo da fonte e, em seguida, aspiradas.

Moedas da Fontana di Trevi

Fizemos um vídeo das moedas da Fontana di Trevi para você entender melhor como tudo funciona. O processo dura cerca de uma hora. Logo depois, as moedas recolhidas são transportadas até um laboratório, lavadas e separadas em grupos, de acordo com o país de proveniência. É difícil controlar estatísticas para descobrir se quem joga a moeda conquista mesmo um retorno à Roma, mas de qualquer maneira um retorno à prefeitura é garantido: aquele econômico.

A fama de fonte lucrativa é tanta que o monumento foi até “vendido” por conta disso. Em um de seus filmes, Totò, um dos atores cômicos mais famosos da Itália, finge ser o proprietário da Fontana di Trevi. Com uma boa lábia, convence um italo-americano, Decio Cavallo, a comprá-la, sustentando que se trata de um ótimo negócio. Além das moedas, o ator explicava que ganhava com os direitos de filmagens e fotografias.

Você pode assistir essa cena de TotòTruffa 62 e divertir-se com o episódio que na época “culpava” crianças pelo furto de 3 ou quatro mil liras por semana do fundo da fonte e se conclui com a venda da Fontana di Trevi por 10 milhões de liras.

Leia também:

Roma subterrânea: a cidade da água que alimenta a Fontana di Trevi

Como você pode contribuir com a atualização constante do Post-Italy.com? Contratando os serviços de nossos parceiros afiliados. Reservando qualquer hotel na caixa de busca do Booking.com presente aqui no site sem pagar nada a mais por isso, comprando antecipadamente aqui os ingressos para os principais monumentos italianos com a nossa parceira Get your Guide ou fazendo o seu seguro de viagem com a Real Seguros nos banners que você encontra na lateral direita do site. Obrigada!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *