Viagem para Ljubljana, Eslovênia
Conselhos de bate-volta

Viagem para Ljubljana, Eslovênia. Uma capital jovem, ecológica e dinâmica.

Depois de minha viagem para Ljubljana (amada, na língua local), a capital da Eslovênia, voltei para casa com várias perguntas na cabeça. Primeiro, é impossível não fazer comparações.

Ljubljana, Eslovênia

É um país jovem. Vocês devem se lembrar que a dissolução da Iugoslávia comportou o desmembramento de seu território em seis países independentes, entre elas a Eslovênia, o primeira a garantir a sua independência, em 1991, e a integrar-se à União Europeia, em 2004.

Ljubljana, Eslovênia

Apesar de um passado marcado por conflitos, em pouco tempo o país soube dar a volta por cima e, do ponto de vista turístico, não fica devendo nada para outras capitais do velho continente. Muito pelo contrário. Como os eslovenos conseguem oferecer infraestrutura de primeira e atender tão bem os turistas enquanto metrópoles europeias mais famosas nem sempre brilham em termos de manutenção urbana e hospitalidade?

Ljubljana, Eslovênia

A resposta para mim está na cultura, em seu sentido mais amplo, e como forma de resistência diante de anos de dominação estrangeira.

Ljubljana, Eslovênia

Na transição do socialismo para a economia de mercado, a Eslovênia não perdeu o foco. Passeando pelas ruas do centro de Ljubljana por exemplo, você não cruza com lojas de souvenir que, trocando uma outra frase, poderiam ser idênticos em outras partes do mundo. Você encontra diversas livrarias (o país é um dos recordistas por número de títulos per capita publicados a cada ano), galerias de arte, lojas de antiguidades, de discos de vinil, de objetos realizados a mão.

Ljubljana, Eslovênia

Posso afirmar com certeza que Ljubljana é uma meta imperdível para quem busca uma capital com menos multidões e um antídoto contra a mesmice.

Ljubljana, Eslovênia

Situada no leste europeu, a capital da Eslovênia faz fronteira com a Áustria, a Hungria, a Croácia e, ao oeste, com a Itália. Para quem estiver explorando o norte da Itália, uma ótima ideia é ter como base Trieste, na região deo Friuli Venezia Giulia, e de lá seguir viagem de carro até à Eslovênia. Outra opção é partir de Veneza. De lá, inclusive, existem linhas que ônibus (como Flixbus) que chegam até à capital da Eslovênia.

Ljubljana, Eslovênia

A distância entre as cidades é de cerca de 100 quilômetros e nesse caso é importante lembrar que para circular pelo país você precisará adquirir a chamada Vinjeta, um adesivo para colar no vidro do carro que te garantirá livre acesso as rodovias eslovenas. O preço da Vinjeta válida para uma semana é de 15 euros e na Itália o selo geralmente é vendido nos Tabacchi, lojas de cigarros.

Ljubljana, Eslovênia

A primeira vez que coloquei os pés em Ljubljana pensei que fosse feriado. No centro antigo, cortado ao meio pelo rio Liublianica, o clima era festeiro. O vai e vem de bicicletas elétricas. Uma produtora de cinema gravava um documentário. As dezenas de barzinhos com mesas ao ar livre estavam lotados. Artistas de rua exibiam cada um o próprio talento. Notas musicais confundiam-se pacificamente com o burburinho dos jovens locais.

Ljubljana, Eslovênia

A impressão é aquela de uma capital culturalmente efervescente mas com as vantagens de uma cidade pequena, com menos de 280 mil habitantes.

Ljubljana, Eslovênia

Achei que fosse só uma impressão minha, mas conversando com quem mora lá descobri que Ljubljana  organiza  anualmente cerca de 10 mil eventos, inclusive um festival internacional de jazz em julho e uma bienal de artes gráficas entre setembro e outubro.

Ljubljana, Eslovênia

Em parte, esse dinamismo pode ser atribuído ao fato que Ljubljana é uma cidade que reúne quase 50 mil estudantes universitários, mas essa revolução não seria possível sem uma administração visionária, que também coloca o meio ambiente no topo da agenda política. Na capital da Eslovênia, carros tradicionais cedem espaço aqueles elétricos, às bicicletas, aos ônibus ecológicos e aos chamados Kavalir, veículos elétricos à disposição de moradores e visitantes.

Ljubljana, Eslovênia

Por todos os lados há cestos para separação e reciclagem do lixo. Espaços verdes como o Parque Tivoli são invadidos por runners e famílias, enquanto no mercado coberto do centro camponeses vendem iguarias locais. Para conhecer as suas principais atrações, se o tempo à disposição for pouco e para as pessoas com problema de locomoção uma opção é o trenzinho elétrico Urban. O passeio dura cerca de 1h15 e parte da Mestna hiša/Stritarjeva ulica. A tarifa custa 8 euros.

Ljubljana, Eslovênia

Para capturar a alma da cidade comece explorando o seu castelo, no alto da colina Grajska Planota. Erguido no século XII e restaurado na década de 60, o monumento oferece uma vista panorâmica de Ljubljana e para chegar lá pode pegar um teleférico com capacidade para até 33 passageiros e parte a cada 10 minutos. O preço é de 4 euros e grátis para crianças de até sete anos.

Ljubljana, Eslovênia

Outras maneiras de ter uma visão completa da cidade é fazer um passeio de barco pelo Liublianica e ou caminhar pelas calçadas ao longo do rio e fotografar algumas das pontes mais características da capital. As mais famosas são a Ponte dos Dragões– uma herança do período em que Lubiana estava sob o domínio do império austro-húngaro – a antiga Ponte dos Sapateiros, cujo nome deriva dos artesãos que trabalhavam na a´rea durante o período medieval, e a Tríplice Ponte ou Tromostovje, do arquiteto Jože Plečnik.

Ljubljana, Eslovênia

Também é um prazer perder-se entre os becos do centro histório e seus prédios nos estilos barroco e liberty ou na entrar em edifícios de culto como a igreja dos Franciscanos na Prešernov trg, a principal praça da cidade. Para quem procura atividades noturnas, uma boa pedida é conhecer as cafeterias e clubes da zona de Metelkova.

Ljubljana, Eslovênia

Se você cair de amores (coisa fácil de acontecer) e decidir permanecer na cidade por mais de 24 horas, avalie a hipótese de comprar a Ljubljana Card, que permite o ingresso em mais de 15 atrações, o uso do transporte público, oferece uma visita guiada pela capital e acesso à Internet. Os preços do cartão oscilam de 27 euros (para 24 horas) a 39 euros (válido por 72 horas).

Informações úteis:

Língua oficial: esloveno, mas muitos cidadãos falam fluentemente inglês e italiano.
Temperatura: uma média de -2 graus em janeiro e 20 graus em julho.
Moeda: euro.
Site para infomações turísticas: visitljubljana.com
Hotel sugerido: Vander Urban Resort:Design hotel com 20 quartos e distribuídos em quatro edifícios e a 200 metros da praça principal.
Recomendo: Para explorar outras regiões da Eslovênia é essencial alugar um carro. Compare e obtenha as melhores tarifas para o aluguel de um automóvel na Europa com o nosso parceiro, a Rent Cars. Como o preço por litro de gasolina é mais em conta do que na Itália, aproveite para abastecer por lá. Para viajar tranquilo, faça um seguro de saúde internacional. Eu sempre faço o meu pela Real Seguros, que é parceira do Post-Italy.com. Logo após a compra você recebe a sua apólice por e-mail e aí é só curtir a viagem.
Compras: a cidade é repleta de lojas originais e será difícil resistir às vitrines. Para um souvenir original, passe na Fox Boutique (Mestni trg 18).

 

This article has 2 comments

  1. Lu

    Adoro Ljubljana! Já lá estive várias vezes e cada vez gosto mais! Alegre, jovem, e c/mta história, e ainda barata. Vale conhecer a Eslovênia. Diversidade de cenários, bela natureza, história, bons vinhos, povo simpático e mto alegre

  2. anelise sanchez

    LU, eu amei a cidade e voltaria para lá mesmo. 🙂

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *