Ortigia, Siracusa, Sicília
Ver

O que ver em Ortigia, a ilha de rica herança grega em Siracusa, na Sicília

Durante a nossa viagem para a Sicília, uma das etapas que mais me encantou foi a ilha de Ortigia, a parte mais antiga de Siracusa,  unida à terra firme graças a um canal e duas pontes. Estudando a história dessa cidade depois entendi o por quê.

Ortigia, Siracusa

Sempre adorei a cultura grega. Como presente de formatura não quis festas ou comemorações, mas pedi de presente uma viagem para o país que traçou as bases da democracia, da filosofia, da medicina, do teatro, da mitologia, das olimpíadas…

Ortigia, Siracusa

Localizada na costa leste da Sicília, a cerca de 70 quilômetros de Catânia, entre os séculos V e III a.C, Siracusa era um dos pólos mais importantes da Magna-Grécia e a península de Ortigia, o eixo da antiga cidade classificada como patrimônio da humanidade pela Unesco desde 2005.

Ortigia, Siracusa

Um porto, templos e teatros são algumas das evidências de seu passado de potente cidade grega. Essa situação começou a mudar em 211 a.C, quando Siracusa foi conquistada pelos depois de uma batalha na qual também morreu o matemático Arquimedes, um de seus cidadãos mais ilustres.

Ortigia, Siracusa

Chegando na cidade de Siracusa, para ir até o centro histórico você passará pelo Ponte Nuovo e pela praça onde encontram-se as ruínas do Templo de Apolo, que tinha colunas monolíticas no VI século a.C.

Ortigia, Siracusa

Ali pertinho também fica o mercato ou feira da cidade, um lugar para conhecer alguns dos melhores produtos sicilianos como as laranjas ou pistaches originários da cidade de Bronte.

Ortigia, Siracusa

De lá, não há um percurso único para explorar a cidade. O melhor é perder-se entre seus becos até chegar naquela que considero quase uma sala de estar: Piazza Minerva ou Piazza Duomo.

Ortigia, Siracusa

Foi ali que o cineasta Giuseppe Tornatore gravou algumas cenas do filme Malena. É ali que os homens reúnem-se, diante do bar, para jogar conversa fora. É ali que os siracusanos passeiam para ver e ser vistos.

Ortigia, Siracusa

É ali que você deve fazer uma pausa, em uma cafeteria. É ali que um céu de um azul intenso contrasta com o candor do Duomo.

Ortigia, Siracusa

A catedral começou a ser construída em 1728, mas essa igreja só tornou-se cristã a partir so VII século a.C.É impossível não ficar boquiaberto diante de sua fachada barroca e rococó que esconde o Templo de Atena (do V século a.C), incorporado ao edifício de culto. São mais de 2500 anos de história ainda de pé!

Ortigia, Siracusa

Piazza Minerva tem uma forma elíptica e, além do Duomo, reúne edifícios de prestígio construídos entre os séculos XVII e XVIII como o Palazzo Senatorio, sede da prefeitura,  o Palazzo Beneventano del Bosco, um exemplo da arte barroca, e o Palazzo Arcivescovile.

Ortigia, Siracusa

Percorrendo a Piazza Minerva você chagará até outra atração imperdível: a igreja de Santa Lucia alla Badia, que em seu interior conserva uma obra-prima de Caravaggio: a tela O sepultamento de Santa Luzia. O pintor chegou a Siracusa em 1608 e Santa Luzia foi uma das mártires cristãs perseguidas pelo imperador Diocleciano.

Ortigia, Siracusa

Outro lugar que você não pode perder na cidade é a chamada Fonte Aretusa, cuja reserva de água doce mescla-se aquela do mar e cujo habitat facilita o crescimento de raras plantas de papiro. O local foi citado por vários escritores clássicos pois ali Aretusa teria emergido do solo e transformada em fonte por Ártemis para fugir de Alfeu. Essa história mitológica também inspirou a construção da Fontana di Diana em Siracusa e suas lindas esculturas.

Ortigia, Siracusa

Na extremidade da ilha de Ortigia fica o Castello Maniace, construído por volta de 1239 para defender a cidade. De lá, a vista do mar é um verdadeiro cartão postal fará com que você não esqueça Ortigia tão cedo.

Ortigia

Sobre a Sicília, leia também:

Erice, a cidade do vento, dos doces e set cinematográfico por natureza

A Piscarìa, um passeio pelo mercado de peixes de Catânia

Sapore di sale. Entre os moinhos de vento das salinas entre Trapani e Marsala

Marsala, Sicília: degustação de vinhos na histórica Cantine Florio

Noto, a cidade do triunfo do Barroco na Sicília

O Teatro grego de Taormina, must see na Sicília

O que fazer em Catânia: programas para despertar os cinco sentidos

O que fazer em Palermo. Sicília entre mil culturas, opulência e street food

Se você encontrou dicas e informações úteis nesse blog, uma maneira legal de retribuir o Post-Italy.com é comprar antecipadamente, online, os seus ingressos para atrações italianas, inclusive o Roma Pass, com o nosso parceiro, a Get your Guide. É rápido, em português e você recebe os vouchers diretamente por em-mail. Todo mundo sai ganhando e você evita filas em qualquer cidade da Europa! Você pode dar uma olhada na página da Get your Guide e conferir.

TRANSFERS: Se procura motoristas confiança para te pegar no aeroporto ou para te acompanhar até o hotel ou em qualquer bate e volta, reserve o seu transfer aqui.

RESERVA DE HOTÉIS: Esse blog só existe graças à colaboração de cada um dos leitores. Por isso, se você realizar a sua reserva através dos links do Booking.com aqui no Post-Italy.com, as plataformas repassam uma pequena comissão para nós e você paga menos pelo seu hotel. Você apoia o nosso site e já sai do Brasil com tudo programado.

SEGURO DE VIAGEM:  Ninguém merece imprevistos durante uma viagem. Compare preços e reserve também o seu seguro de viagens, evitando qualquer perrengue durante a sua permanência no exterior.

Seguro viagem geral 300x250

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *